todos_musica

Música para Todos

O que fazemos depende daquilo em que acreditamos. Na escola de música EMMA sabemos que a música sempre teve um lugar central na educação ocidental.

Os Mesopotâmios acreditavam que os intervalos musicais eram o espelho da harmonia do Universo. Para os gregos, a música significava cultura intelectual em geral, incluindo a literatura e a arte, para além da música no sentido moderno. A música era a cultura do espírito sendo um dos principais atributos dos deuses gregos. Na Idade Média em que a educação era monopolizada pelo Clero, a principal utilidade do treino musical era a de garantir a entoação correcta nas cerimónias religiosas e cânticos.

A associação da teoria musical com a matemática e a astronomia foi mantida nos currículos universitários medievais e renascentistas onde a geometria, aritmética, música e astronomia detinham papéis de igual importância.

Durante a Renascença, a capacidade de tocar um instrumento ou cantar era socialmente indispensável, e qualquer artista ou pensador tinha conhecimentos de teoria musical.

A Música relaciona-se com outras áreas chave da educação e formação da humanidade, como por exemplo a Matemática. É um veículo de importantes permutas culturais e suporte essencial de tantas outras artes. Desta forma e pelo ensinamento que a história e a actualidade nos dá seria uma perda quase imperdoável, não proporcionarmos hoje, a toda a gente, independentemente da sua idade e experiência de vida, o ensino dessa linguagem tão sublime e universal.

Com o desenvolvimento da técnica musical tornou-se necessária uma formação musical especializada. O relacionamento com um professor num plano específico torna-se indispensável mas muito dispendioso devido ao elevado custo formador/aluno, custo de instrumentos e custos de infra-estruturas, não estando habitualmente financeiramente ao alcance de todos.

Não foi tarefa fácil criar as condições para que tão nobre actividade seja disponibilizada a um público generalista que se vê privado da sua prática, pelo custo a que normalmente corresponde. Tal só foi possível através do estabelecimento de novas formas de tratar esta actividade.

Recorremos ao Marketing de Serviços para descobrir novas soluções. Idealizamos diversos serviços, normalizados, uniformizados, com directrizes específicas enquadras nos preceitos que todos nós como clientes exigimos de uma prestação de serviços no século XXI. Decidimos criar uma nova óptica sobre esta actividade distanciando-nos do resto das ofertas existentes presentemente no mercado.

A nossa missão é fornecer informação adequada, da forma correcta, sob condições ideais. Olhamos para o aluno/formando sobre duas ópticas: Como Aprendiz e como Cliente. Ao contratar os nossos serviços o Cliente espera um resultado: É a nossa função desenvolver todas as formas e meios para que o Cliente fique satisfeito e que obtenha os resultados que pretende.

Defendemos a música para todos, como herança da nossa própria Humanidade.

Infelizmente uma enorme parte da população quando pensa em aprender a tocar um instrumento, deduz erradamente que não possui capacidades para o conseguir. É de facto uma dedução errada pois cerca de 70% da população tem uma apetência musical média o que é mais que suficiente para aprender com bastante facilidade a tocar um instrumento e interpretar os temas que gosta. Dos 30% que sobram, cerca de 15% são muito dotados para a música e apenas 15% são pessoas com mais dificuldade, i.e. 85% da população tem as capacidades para tocar um instrumento. Outra dedução a que as pessoas chegam é que a formação musical é cara. Existe muita razão nessa dedução visto que mais de 90% da população não pode pagar as mensalidades usualmente cobradas em prestadores de serviços de formação na área musical.

Somos diferentes. Na EMMA você pode e consegue!